Google Adsense Topo
ARAPIRACA

Memorial da mulher vai abrigar mostra de arte de mulheres do agreste

O Projeto M|AMA faz parte do Edital de Premiação Paulo Lourenço e vai proporcionar ao público arapiraquense uma nova experimentação, em período de pandemia da Covid-19, sobre a visão da arte que irá envolver os sentidos numa proposta multissensorial.

01/12/2020 17h51
Por: Jorge Rocha
Fonte: ASSESSORIA
8

As mulheres do Agreste de Alagoas vão estar em alta no Memorial da Mulher Ceci Cunha, em Arapiraca, com o Projeto MAMA – Mostra de Arte de Mulheres do Agreste vai apresentar uma série de exposição de arte coletiva, a partir da próxima sexta-feira, 4 de dezembro, no bairro Alto do Cruzeiro.

Aberta ao público, a mostra segundo Rosângela Carvalho, titular da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Juventude de Arapiraca (SMCLJ), ficará em exposição pelo período de uma semana. Depois virão outras para o mesmo espaço.

“O período de isolamento social, devido ao coronavírus, deu uma parada na movimentação cultural da cidade, mas graças aos editais que contemplam o segmento artístico estamos trabalhando para a retomada das atrações nos espaços culturais de Arapiraca”, declarou Rosângela Carvalho.

O Projeto M|AMA faz parte do Edital de Premiação Paulo Lourenço e vai proporcionar ao público arapiraquense uma nova experimentação, em período de pandemia da Covid-19, sobre a visão da arte que irá envolver os sentidos numa proposta multissensorial.

Envolvida com os projetos culturais arapiraquenses, a subsecretária de Cultura, Marta Eugênia, afirmou que a retomada das exposições criará um cenário artístico promissor na ‘Capital do Agreste’.

“A exposição vai mostrar o envolvimento de diversas mulheres que marcam a arte de Arapiraca e Região Agreste numa junção de literatura, artes visuais e performance”, disse Marta Eugênia.
A subsecretária de Cultura ressaltou que assim como a Mostra de Arte de Mulheres do Agreste, as demais exposições serão apresentadas num ambiente mágico, leve e colorido.

“O público vai experimentar e participar com mais intimidade da arte de mulheres que estão à nossa volta e muitas vezes não as conhecemos”, destacou Marta Eugênia.

Idealização do projeto

A ideia da MAMA surgiu por necessidade de soltar a voz das mulheres e de mostrar o reconhecimento das artistas arapiraquenses com a força da equidade entre os seres humanos, não somente pelo gênero, mas, sobretudo, pela força artística de cada um.

Um propósito que saiu do pensamento da produtora e artista visual Isabella Vitória na concepção de uma exposição coletiva de mulheres do agreste alagoano. Mulheres que pintam, mulheres que cantam, mulheres que fazem.

“A MAMA surge por uma necessidade de ampliar as vozes, as narrativas, as expressões das mulheres arapiraquenses que estão produzindo um trabalho de altíssima qualidade e merecem reconhecimento no cenário cultural de Arapiraca”, destacou Isabella Vitória.

A artista visual ressaltou ainda que a exposição é a primeira mostra com enfoque exclusivo na produção artística de mulheres arapiraquenses com trabalhos visuais, além de apresentações musicais com os trabalhos autorais de Suzi Mariana e Naty Barros.

A exposição coletiva terá autoria das artistas plásticas Anna Araújo, Lorena Helen, Jane França, Xiluva e Yanna Lílian. A literatura, com instalação em áudio, ficará por conta do talento das escritoras e poetizas Marta Eugênia, Lara Araújo e Rosana Dias, na Sala Multimídia do Memorial da Mulher, com uma videoarte de Lorena Helen, além da performance com a atriz multifacetada Dayane Teles.

O evento será gratuito e só exige que o visitante da Mama vá de máscara e chegue cedo para garantir sua entrada para o mundo mágico da arte.

Serviço:
O que: MAMA – Mostra de Arte de Mulheres do Agreste
Onde: Memorial da Mulher Ceci Cunha – bairro Alto do Cruzeiro, Arapiraca-AL.
Quando: 4 de dezembro de 2020
Horário: 19 horas.
Atrações artísticas:
Música: Suzi Mariana, Naty Barros;
Artes Plásticas – Exposição Coletiva: Anna Araújo, Lorena Helen, Jane França, Xiluva e Yanna Lílian;
Literatura: Marta Eugênia, Lara Araújo e Rosana Dias;
Performance: Dayana (Day) Teles.